Abridora de Fibras Nacional ou Importada? Qual a melhor?

terça-feira, 31 de julho de 2018 13:32:37 America/Sao_Paulo

Para responder esta questão, convidamos o Julio Négri, CEO do Mercado de Insumos e especialista em processamento de fibras siliconadas. Foi um dos pioneiros em trazer para o Brasil equipamentos econômicos que possibilitou às pequenas empresas investirem no segmento de abertura.

Olá pessoal, tudo certo?

Aceitei o desafio de responder esta questão, porque já atuei como gerente de vendas, em empresas que comercializavam tanto as máquinas nacionais, como as importadas.

Qual é a melhor?

Temos fábricas nacionais já consolidadas, como a MS Equipamentos ou Duobras, que tem em seus portfólios, máquinas bem confiáveis e duráveis. 

Homem feliz

Eu mesmo comercializei centenas de máquinas nacionais entre 2008 e 2015 e asseguro que a maioria (se não toda), ainda estão em pleno funcionamento.

Quando vendia máquinas nacionais, eu costumava “assustar” os potenciais clientes afirmando que a única coisa boa da máquina importada era seu preço baixo.

Na época, meus principais contra-argumentos eram:

– Importada não tem assistência técnica no Brasil

– Não tem peças de reposição em estoque

– Enferrujam rápido

– Consomem muita energia elétrica

Na época fui até  inocente em acreditar que as importadoras não reagiriam aos meus argumentos. 

A Importadora TEXT foi uma das primeiras empresas que fez mudar minha linha de pensamento sobre as máquinas importadas.

Ela simplesmente endereçou uma solução vencedora para cada argumento negativo que o mercado tinha sobre as importadas.

Iniciou pela pesquisa. Um estudo identificou pontos críticos de melhorias nas máquinas, uma vez que as nacionais só ofereciam itens básicos.

O próximo passo foi desenvolver um projeto com engenharia brasileira, e buscar fornecedores de ponta na China para produzir os equipamentos.

ABE 360 ABRIDORA DE FIBRAS

Admito que a Importadora TEXT se superou e deixou a concorrência para trás quando disponibilizou para o mercado, equipamentos com grande variedade de itens de performance e usabilidade sem qualquer custo adicional.

Este pacote com diferenciais exclusivos de fábrica, até onde eu sei, somente as máquinas importadas da TEXT oferecem: 

- Sistema SafeMaster

– Equipamento se desliga automaticamente sempre que a tampa que dá acesso ao sistema de abertura é aberta

- Sistema plug and play para ligação elétrica

- Sistema de bicos enchedores (intercambiáveis) nos tamanhos Ø 100 mm, Ø 70 mm e Ø 50

- Sistema de processamento White Shark

- Enchedor com inversor de frequência

- Protetor anti-metal.

A empresa ainda montou sua assistência técnica no Brasil, além de manter um estoque de peças para atender com rapidez os problemas que exijam a eventual troca de algum componente, seja por desgaste ou mal funcionamento.

Pela visão do mercado, sabemos que há muito espaço, para máquinas nacionais e importadas, e sabendo escolher o fornecedor, com qualquer uma delas sua empresa obterá resultados satisfatórios no processo produtivo.

Balança da justiça

Diferente dos anos passados, eu diria que atualmente a balança pende mais para o lado das importadas, não só pelo preço, mas principalmente pelo “conjunto da obra”: projeto, economia de energia, capacidade de produção, segurança, durabilidade e outros diferenciais que aumentam a produtividade.

Espero ter contribuído para melhorar sua percepção sobre máquinas nacionais e importadas. Se precisar de orientação para adquirir estes equipamentos, clique aqui e vamos conversar sobre suas necessidades.